Arquivo da categoria: Poema

Coração quando quer

Quis um momento a dois…Quis tardes de inverno com tuas fantasias e chocolate quente de companhia. Quis os risos descontraídos, e as faces avermelhadas das tardes ensolaradas… Quis os amores e os rumores, as tentativas incertas e os beijos emoldurados. … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

Tempo de pipa

É tempo de sonhar e viver. De se deixar levar e parar de se esconder. É tempo de realizar, sorrir e amar, se deixar conduzir pelo aroma das flores. É tempo de viver e amar sem saber, de imaginar que … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

A menina e a Borboleta.

Em uma tarde, a vi correr. Seu longo vestido turquesa voava delicadamente, Ela queria voar, ela queria bailar, mas tudo o que eu queria era olhar a longa tranças do seu cabelo. Era menina, doce inocente, morena e de traços … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

O amor e outras coisas mais…

Aviões de papel, tranças ao vento e cheiro de tortas de amora em tardes de inverno. É assim que resumo a palavra Amor… Quando a vi, soube, que me apaixonaria perdidamente. Quando a beijei, descobri o infinito. E quando senti … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

Quando for amor…

Nem sempre fui boa com esta historia de amor. Tudo o que sei é que amo e pronto!Sem palavras bonitas, sem o enjoo da suspiração…Só te amo! Com meias palavras comidas e um sorriso amarelado, sem preocupação de que vou … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

Palavras ao vento

Por vezes quis escrever. Sobre mim, sobre você, mas faltou-me palavras para expressar sinceramente os pesares e as alegrias da alma. Muitas vezes me encontrei diante delas, pois elas que davam vida as fantasias mais loucas, aos pensamentos mais ternos … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

Você…

Sonhei tantas e tantas vezes que me esqueci de viver a realidade. Conheci os amantes da vida e me esqueci de amá-la de verdade.Caminhei descalça por desertos só para queimar os pés, na tentativa de trocar uma dor por outra… … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário

Encontros…

Hoje fechei os olhos por um instante, só para calar esta voz que grita em meu peito. Aquietar um pouco o espirito e fugir desta dor que me consome. Foi quando tudo aconteceu… E, de braços abertos lá estava eu, … Continuar lendo

Publicado em Poema | Deixe um comentário