Encontros…

112288__girl-running-in-the-flowers-field_p

Hoje fechei os olhos por um instante, só para calar esta voz que grita em meu peito. Aquietar um pouco o espirito e fugir desta dor que me consome.

Foi quando tudo aconteceu…

E, de braços abertos lá estava eu, naquele campo florido, tendo debaixo dos meus pês descalços, flores dente de leão. Me olhei por um instante e percebi que trajava um imenso vestido branco. Senti uma felicidade jamais experimentada.

“Será que morri?” Pensei. E uma onda de paz me envolveu. Simplesmente rodopiava e bailava por entre aquelas flores amarelas…

Foi quando vi o imenso carvalho a uns metros, e lá avistei uma mulher, sentada com uma criança no colo. Logo pensei em colher algumas flores para ela, e quando percebi já estava com uns dentes de leão à mão.

Foi quando sua mão pegou na minha, eu quase pulei de susto. Porque, até então eu estava sozinha. O olhei no fundo dos seus olhos e, nossa, é de tirar o fôlego não sabia que Ele era tão lindo assim! Ele podia me ouvir sei que podia. Ele sorriu, devolvi o sorriso.

E uma paz novamente me envolveu. Puxando-me pela mão, ele me levantou. E as flores que havia colhido voavam com o vento que tentava levar o meu vestido…

Não sabia para onde me levava, mas não me importava, pois estava com Ele novamente, e tudo o que eu queria é que aquele momento parasse e me prendesse naquela paz e naquele amor que me envolvia de tal forma que não me deixava respirar direito.

Foi quando me deparei com lindas rosas azuis.

Não não podia acreditar! Sim, eram rosas Azuis! As amava. São tão  lindas!

Ele se abaixou e logo começou a colhê-las. Elas ainda estavam molhadas pelo orvalho do dia.

Sem, dizer uma palavra lhe fiz companhia. Eu sorria, e ele cantarolava. Por uns instantes o observei. Ele fazia aquilo com tanta habilidade. Sempre acreditei que fosse um jardineiro! E o observei por alguns instantes até me olhar e dizer: “ Se continuar me olhando  assim, nossa mãe não terá rosas…” Foi ai que entendi… Era ela… Finalmente? Meu coração batia em ritmos frenéticos, Ele sorriu, pois sei que podia ouvi meu coração.

Terminamos de colher as flores! E como eram belas! Ele se levantou e me entregou as rosas. Fomos juntos até o velho carvalho, e quando cheguei lá, aquela jovem moça que olhava para o seu bebe nos braços, agora olhava para mim. Naquele instante senti que não poderia tirar os olhos dela. Já não sabia mais onde Ele tinha indo… Só restava agora, Ela e eu…

Diante daquela perfeição, me joguei de joelhos. Me rendi. E cheia de emoção olhei para as rosas que estavam em meus braços. Me aproximei Dela e me desfiz. Ela colocou o bebe dentro de um mini berço feito com fenos e panos velhos, foi quando se aproximou de mim.

Senti suas mãos tocarem meu rosto. E uma paz me envolveu novamente, só que desta vez tinha algo que eu não conseguia compreender, Chorei feito uma criancinha e com os olhos molhados lhe entreguei uma rosa azul. Ela sorriu e disse: “ São as minhas preferidas!”

Ela me abraçou tão docemente, e tão carinhosamente que eu soube naquele momento que jamais poderia viver sem pensar, Nela ou Nele…

A criança chorou… E eu acordei.

Quando quero me encontrar com Maria ou Jesus vou ao velho carvalho, pois sempre irei acha-los por lá. As vezes o vejo cuidando das rosas, e toda vez ele sempre tá inventando um tipo novo de flores. Outras vezes o vejo somente parado lá, olhando para o horizonte, e me contento apenas em observar seus cabelos dançar com o vento.

Quando a vejo também a vejo assim, olhando para o horizonte. E quando ela se vira para mim, percebo a saliência em sua barriga e sei o que ela aguarda. Outras vezes a vejo com uma criança de uns quatro anos, mais ou menos, brincando com alguns pássaros.

Eliane Santos

Esse post foi publicado em Poema. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s